domingo, 23 de dezembro de 2012

Comendo fora

Nos últimos dias me testei saindo para comer. E que prova difícil foi esta.

No sábado, como estava trabalhando, fui almoçar no shopping e achei que a melhor saída era o Viena.
Peguei a bandeja e já vi de longe que as escolhas estavam ali. De um lado as saladas e os grelhados. De outro as friturinhas, os doces deliciosos, o macarrão com bacon e molho branco.

Olhei para aqueles pratos lado a lado e cheguei à seguinte conclusão: QUANTO MAIS EU LUTAR COM CADA ESCOLHA, MAIS TEMPO LEVAREI PARA FICAR EM PAZ.

O negócio é o seguinte: não posso e ponto. Não dá pra viver com pena de si mesma.

Sem saber ao certo peguei até um carpaccio, mas fugi da maionese pronta.
Uma coisa que reparei é que arroz integral será sempre uma raridade de encontrar. Ainda bem que um restaurante perto da Band, onde como com frequência, sempre tem.

Hoje o teste foi no restaurante japonês.
Pela primeira vez na vida pedi um temaki sem arroz e não comi sushi.

O temaki ficou aceitável, mas definitivamente não é a mesma coisa.
Comi shimeji, misushiru (?é assim que se escreve?) e sashimis variados. Fiquei saudosa do hotroll e do skin, mas tudo bem.

Bom, estou sobrevivendo. E sendo criativa. Tenho que fazer da cozinha um lugar amigável, então vamos à luta.

Hoje ainda levantei, tomei o café da manhã, dei um tempo e fui malhar já que o marido pôde ficar com o filhote. Dessa vez andei 15 e corri 15. Fiz mais exercícios de musculação e já estou me sentindo meio dolorida apesar do pouco peso que usei.

Estou tentando. Tenho que insistir até entrar no automático.

É claro que preferia ficar em casa, ver TV com a família, comer waffles feitos na minha máquina de waffles e petiscar um sorvetinho. Mas não dá.
Amanhã é um novo dia.

Um comentário:

  1. Estou orgulhosa amiga... Keep walking! :-) bjs e saudades! Luciana Lajus

    ResponderExcluir